Celina Oliveira

A formatura foi realizada na sede da Academia de Polícia Civil (Acadepol)A Polícia Civil formou 51 escrivães na tarde desta segunda-feira (23), na sede da Academia de Polícia Civil “Dr. Coriolano Nogueira Cobra” (Acadepol), na zona oeste da Capital. O secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, e o delegado-geral, Youssef Abou Chahin, participaram do evento.

Os 51 novos policiais – 38 homens e 13 mulheres – passaram por quatro meses de aulas do Curso de Formação Técnico Profissional de Escrivão de Polícia.

Durante a solenidade, o secretário comentou que tem o objetivo de acelerar os concursos de delegados e investigadores que já estão em andamento. “A nossa ideia é que as vagas sejam preenchidas o mais rápido possível”, disse.

Alexandre de Moraes ainda ressaltou investimentos que estão sendo feitos na infraestrutura da polícia, lembrando que em um mês e meio mais de 300 viaturas já foram entregues. No total, de acordo com o secretário, serão mais de 700 novos veículos distribuídos até o final de março.

Os profissionais formados hoje irão reforçar o efetivo da Polícia Civil, sendo responsáveis pelos inquéritos policiais e lavratura de boletins de ocorrência, autos de prisão ou apreensão, termos circunstanciados, mandados e ordens de serviço.

Durante a formatura, o delegado-geral destacou que para ser policial é necessário vocação, educação e cordialidade. “Queremos uma Polícia Civil forte, eficiente e com credibilidade, isso depende muito dos escrivães que dão o primeiro atendimento”, falou Youssef.

O curso de formação de escrivães tem 24 disciplinas, dentre elas Criminalística, Direito, Armamento e tiro, Direitos Humanos, Defesa Pessoal e Inteligência Policial. Ao todo, os escrivães passaram por 572 horas/aula.

Ao fim do curso, há 15 dias de estágio supervisionado, onde atuam diretamente nas unidades policiais, e 60 horas de atividades e palestras extracurriculares.

Distribuição

A Capital receberá 38 formandos e os outros 13 serão distribuídos em delegacias da Grande São Paulo, sendo Guarulhos (3), Osasco (2), Cotia (2), São Caetano (1), Diadema (1), Suzano (1), Mairiporã (1), Taboão da Serra (1) e Francisco Morato (1). Além dos formandos, ainda há outros 15 escrivães que devem se formar em breve.

Concursos em andamento

Estão em andamento concursos para o preenchimento de 7.297 vagas para carreiras policiais no Estado de São Paulo, além de 5.000 cargos para oficiais administrativos da Polícia Militar, que é uma carreira não policial. A Polícia Militar vai contratar ainda mais 4.000 soldados de 2ª classe.

Para a Polícia Civil, estão disponíveis 2.301 vagas, sendo 129 para delegados, 1.384 para investigadores e 788 para escrivães.

Já a Polícia Técnico-Científica tem concursos abertos para 996 novos agentes, sendo 89 atendentes de necrotério, 447 peritos, 140 médicos legistas, 120 fotógrafos técnico-periciais, 55 desenhistas técnico-periciais e 145 auxiliares de necropsia.

Policiais em formação

As polícias aguardam a contratação de 6.205 policiais que já estão em formação. Nas academias da Polícia Militar, estão em preparação 6.190 novos agentes, sendo 5.618 soldados e 572 alunos-oficiais.  Na Academia da Polícia Civil estão sendo formados 15 novos escrivães.