Dados da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes seguem a tendência de redução no número de autuações verificada desde o ano passado

 

O número de autuações de trânsito registradas em São Paulo no primeiro quadrimestre do ano apresentou queda de quase 30% em relação ao mesmo período de 2017. Entre janeiro e abril de 2018, foram registradas 3.226.473 autuações na cidade entre capturas manuais (registradas por agentes de trânsito) e eletrônicas (registradas por radares). No mesmo período do ano anterior houve 4.575.545 autuações. Os dados são do Painel Mobilidade Segura (mobilidadesegura.prefeitura.sp.gov.br), da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), atualizado nesta segunda-feira (30/07).

 

A redução do número de autuações no período reflete a tendência observada desde o ano passado com a implantação de melhorias na sinalização viária, realizada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a descontinuação do uso dos radares estáticos, instalados em caixas de metal, que dificultavam a identificação dos equipamentos por parte dos motoristas.

 

Deixar de reduzir a velocidade

Nos primeiros quatro meses do ano, os agentes de trânsito registraram 19% mais autuações por deixar de reduzir a velocidade onde haja intensa movimentação de pedestres, na proximidade de escolas e hospitais, entre outros.

 

Foram 248 infrações do tipo no primeiro quadrimestre de 2018 contra 209 no mesmo período do ano anterior. Deixar de reduzir a velocidade em determinadas situações pode causar acidentes de trânsito e causar riscos a pedestres e ciclistas.

 

As infrações por deixar de reduzir a velocidade podem ser graves ou gravíssimas, dependendo do enquadramento previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).