O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) determinou a prisão de três deputados estaduais do Rio de Janeiro que foram libertados pela Alerj, entre eles o presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Estado Jorge Picciani (PMDB).

A decisão dos desembargadores foi unânime, por cinco votos a zero, e também determinou o afastamento dos parlamentares de suas funções na Casa. Com isso, Picciani e os deputados Paulo Mello (PMDB), ex-presidente da Casa, e o líder da base governista, Edson Albertassi (PMDB), terão que voltar a cadeia imediatamente.