Mostra do Escambo Artístico do Grupo Zumb.boys com Vera Sala, uma das mais importantes criadoras da Dança Contemporânea, acontece essa semana na PUC e na Universidade Anhembi Morumbi!

 Mostra do processo contará com a presença de Vera Sala comentando sua experiência com o Zumb.boys

Hoje começa uma nova fase do Projeto Redes, contemplado na 21° Edição do Fomento à Dança, do Grupo Zumb.boys, um dos mais importantes grupos de dança contemporânea da cena atual de São Paulo.

O grupo que realizou vivências e trocas com a artista Vera Sala, realiza mostra para interessados em conhecer este novo processo de pesquisa do grupo, o Escambo Artístico.

Nesta segunda-feira, dia 06 de novembro, às 10h30, acontece a primeira mostra na PUC – Pontifícia Universidade Católica de Campinas. E no dia 14 de novembro, às 10h30, a mostra acontece na Universidade Anhembi Morumbi, no Estúdio de Dança.

 “Escambo é o termo usado para definir a prática da troca de serviços ou produtos sem o uso de moedas”

 E é exatamente essa troca que o Grupo Zumb.boys quer propor com o projeto chamado Escambo Artístico. Trata-se de uma vivência especial, criando um espaço que torne possível experimentar a riqueza de um processo plural e diversificado, entrando em contato com outras maneiras de produzir dança e acima de tudo, ampliando possibilidades.

Um espaço de encontro entre criadores com a duração de seis meses, que tem como objetivo instigar cada artista a compartilhar de forma prática o que ele desenvolve enquanto produção em dança.

Para isso, foram convidados dois profissionais importantíssimos no cenário da dança contemporânea e com vasta experiência: Vera Sala e Jorge Garcia, que trarão as pesquisas de linguagem desenvolvidas em seus respectivos coletivos para generosamente construir um espaço de diálogo, troca e compartilhamento de saberes com o elenco do Grupo Zumb.boys.

 

Com isso, o grupo pretende vivenciar um intenso processo de imersão por três meses com cada artista, compreendendo cada mecanismo de produção e buscando outros caminhos além do “discurso”, fugindo de uma estrutura apenas teórica para compartilhar as experiências.

 

“Acreditamos que essa é uma preciosa metodologia para aproximar e compartilhar processos, circular ideias, servindo para conectar e ramificar os mais distintos percursos ao se pensar e produzir dança” – explica o diretor do Grupo Zumb.boys, Marcio Greyk.

 

Os espetáculos escolhidos para passar por este escambo com os artistas aplicando pesquisas de linguagens distintas serão: “O que se rouba” (Circulação no primeiro semestre de 2018) e “Ladrão” (Circulação no segundo semestre de 2018).

 

Ao final de cada circuito os artistas poderão interferir de forma livre nas estruturas, na forma estética, composição e construção do espetáculo, aplicando sua pesquisa, seus procedimentos de investigação e analisando os resultados desta interferência.

 

O resultado desse escambo será apresentado em formato de fragmento de processo junto com um encontro com cada convidado para falar sobre o processo desenvolvido. O Zumb.boys construirá um experimento coreográfico a ser apresentado para artistas, estudantes e demais interessados em saber detalhes deste processo de troca.
“Pretendemos tornar este Escambo Artístico um fortalecedor de novos caminhos na construção artística”, complementa Marcio Greyk.

 

Neste primeiro escambo, o Zumb.boys contou com o acompanhamento da artista Vera Sala, que durante três meses pode retrabalhar algumas cenas do espetáculo “O que se rouba”, utilizando de sua forma de pensar e criar dança. A artista pode interferir de forma livre nas estruturas, estética, composição e construção da montagem.

 

Finalizando esses encontros o Grupo Zumb.boys realizará uma mostra do processo para artistas, estudantes e demais interessados em saber detalhes deste escambo. A mostra contará com a presença da convidada para contar como foi a sua experiência em trabalhar com o Grupo e comentando sobre o processo desenvolvido.

 

Sobre o Grupo Zum.boys

Famoso por realizar uma intensa pesquisa na área de danças urbanas, o Grupo Zumb.boys, que tem a frente o diretor Márcio Greyk, ao longo dos anos vem construindo um trabalho sólido e potente. O grupo formado exclusivamente por b-boys vem realizando intervenções urbanas, estudos de campo e interagindo com outras linguagens artísticas, com o objetivo de aprimorar o seu trabalho e sua pesquisa. O resultado são espetáculos potentes, sensíveis e que propõe importantes reflexões sobre o comportamento na sociedade contemporânea, através da dança.

 

O grupo surgiu com a proposta do diretor Márcio Greyk de criar uma linha de pesquisa nas danças urbanas, transformando a ideia de ser uma dança apresentável apenas nas ruas, para ser levada aos palcos, através de uma estrutura de pesquisa, produção e criação. O grupo traz em sua formação atual os bailarinos Danilo Nonato, David Xavinho, Márcio Greyk, Eddie Guedes, Igor Souza e Guilherme Nobre, que possuem diferentes históricos na dança contemporânea, participando do processo criativo de importantes companhias como OMSTRAB, Cia. de Dança, Teatro Ivaldo Bertazzo, Gumboot Dance Brasil, Núcleo Luz, Fragmento Urbano entre outros.

 

Mais informações em:  www.facebook.com/grupozumbboys /  www.instagram.com/zumb.boys

 

Escambo Artístico do Grupo Zumb.boys com Vera Sala

Dia 06 de novembro – às 10h30

Endereço: PUC – Pontifícia Universidade Católica de Campinas – Rodovia Dom Pedro I, Km 136, s/n – Parque das Universidades, Campinas – SP – Telefone: (19) 3343-7000

 

Dia 14 de novembro – às 10h30

Endereço: Universidade Anhembi Morumbi – Mooca

Rua Dr. Almeida Lima, 1.134 – Mooca – CEP: 03164-000

 

Valor: Gratuito

                                                                                                                 

Produção: Cazumbá Produções