O modelo pesa apenas 217kg, chega a 80 km/h e tem autonomia de 128 quilômetros.
Ele deve ser comercializado a US$ 10 mil. | Foto: Divulgação
Carro movido a ar é opção para transporte com zero emissões de CO2

Enquanto as grandes montadoras mundiais têm investido em carros elétricos, o francês Guy Nègre acredita em um modelo ainda mais ecologicamente correto. O carro criado pelo inventor foi apelidado de AIRPod e funciona a partir de ar comprimido.
O automóvel é fruto de um trabalho de mais de duas décadas entre Nègre e a empresa francesa de tecnologia MDI. O formato ganhou mais visibilidade após ser licenciado nos estados unidos e ter recebido um investimento importante de US$ 5 milhões.

 

Foto: Divulgação
O AIRPod foi pensado para ser usado nas cidades. Já que o intuito é contribuir para melhorar a qualidade do ar e a mobilidade urbana, o preço precisava ser acessível. O objetivo foi alcançado, pelo menos para o padrão norte-americano. Mesmo com toda a tecnologia envolvida no carro, ele deve ser comercializado a US$ 10 mil.

Foto: Divulgação
A empresa norte-americana Zero Pollution Motors, responsável por financiar o projeto, pretende criar um novo tipo de negócio. A intenção é trocar as grandes fábricas tradicionais por modelos menores, que abrigassem a linha de produção e já comercializassem o carro. Isso reduziria uma série de gastos com logística e também os impactos ambientais deste transporte.
O AIRPod é um carro compacto, mas pode transportar até três pessoas, incluindo o motorista. Ele pesa apenas 217kg e chega a 80 km/h. De acordo com os fabricantes, a autonomia dele é de 128 quilômetros. No entanto, o abastecimento não deve ser um problema, como acontece com muitos modelos elétricos. Preencher o tanque com ar comprimido é uma tarefa que leva menos de cinco minutos e pode ser feito em qualquer máquina disponível nos postos de combustível.