O objetivo foi intensificar a fiscalização e o controle da produção, do armazenamento, da comercialização e da utilização de explosivos e produtos correlatos

 

No dia 22 de setembro, o Exército Brasileiro encerrou a Operação Dínamo V, realizada em todo o território nacional. A atividade foi coordenada pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) e executada, simultaneamente, pelos Serviços de Fiscalização de Produtos Controlados das doze Regiões Militares e das Organizações Militares partícipes do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), junto aos Órgãos de Segurança e Ordem Pública (OSOP) e às Agências Governamentais nos níveis federal, estadual e municipal.

 

O principal objetivo da Operação foi intensificar a fiscalização e o controle da produção, do armazenamento, da comercialização e da utilização de explosivos e produtos correlatos. Durante a ação, entre outros aspectos fiscalizados, houve ênfase à documentação empregada, à data de validade dos produtos e às características técnicas de adequabilidade dos veículos usados no transporte de explosivos. As empresas que apresentaram indícios de ilegalidade ficarão sujeitas às penalizações previstas na legislação, que podem ser desde a advertência até o cancelamento do Certificado de Registro (CR) junto ao Exército, além das multas estabelecidas.

 Para o chefe do Centro de Operações de Produtos Controlados (COPCON/DFPC), Coronel Walter Augusto Teixeira, a operação foi considerada, mais uma vez, um sucesso. “Todo o trabalho foi desenvolvido em equipe e o Exército busca, com essa nova proposta de trabalho interagências, combater, cada vez mais, o uso ilícito de produtos controlados, contribuindo para a segurança da sociedade”, afirmou.

 As atividades de fiscalização de Produtos Controlados pelo Exército, conduzidas pelo SisFPC, têm alcançado importantes resultados, como os obtidos nas Operações Alta Pressão e Rastilho desde 2015. Todos esses resultados favoráveis causaram significativo impacto na Segurança Pública, promovendo o incremento da sensação de segurança por parte da população.

 Todo esse trabalho faz parte do projeto da nova governança. A iniciativa tem provocado verdadeira transformação no Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados, com mudanças expressivas em seus pilares, resultando em um sistema transformado, moderno e eficaz. Assim, é utilizado, como modelo motivador, o novo lema: “SisFPC: Você pode confiar!”.

 Dados operacionais

Na Operação Dínamo V, mais de 600 alvos foram fiscalizados, resultando na autuação de 56 empresas cadastradas no Exército e no emprego de mais de 1.400 militares e agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, das Polícias Civil e Militar, do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), da Receita Federal, da Secretaria de Estado e Fazenda, entre outros órgãos, distribuídos nas áreas de responsabilidades das 12 Regiões Militares. Foram mais de 93 mil quilômetros percorridos, 251 viaturas empregadas e 867 veículos submetidos à vistoria.